expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>>>'>

13.3.13

chip inibe extravio de enxoval Hoteleiro


Tecnologia                                        


Tudo o que for necessário para favorecer as Empresas è bem vindo,è a" proteção" ao patrimônio.




Sim,falo da tecnologia,da instalação de chips em enxovais hoteleiros.

Os espertalhões vão pensar um pouco mais ao visitarem um Hotel,è sabe-se que è vicio de alguns hospedes abastecerem suas malas com roupas de banho ou outros adereços antes de fazer o ckeck-out.

Para alguns,a atitude não è considerada um delito,para os hoteleiros, não tem o mesmo tom.Alguns empreendimentos em outros países jà começaram o implante de chips de radiofrequência dentro da roupa de banho, para evitar esta especie de "furto".

Conforme o portal G1,um Hotel de Honolulu,economizou cerca de U$15 mil dólares com a adoção do sistema em 2010, outros empreendimentos em Miami e um em Manhattan já adotaram o sistema, porém os nomes ainda não foram revelados.

No Brasil as opiniões divergem! segundo Milena Sordi,gerente geral do Slaviero Executive Jardim Hotel, que atende ao publico corporativo,o extravio de toalhas `e irrisório e que os chips Sò teriam relevância com extravios grandes o que não se aplica no caso do empreendimento em que atua.

Milena atenta ainda que este tipo de medida pode constranger o cliente,o que fere o principio da Hotelaria.
Segundo Andrezza Baldi,gerente de marketing do Paradise Golf & lake Resort, de Mogi das Cruzes, há clientes espertalhões mas não è relevante para que a pessoa possa implantar a nova tecnologia de chips, contra furtos.Afirma que usa a estrategia de não usar o LOGO da marca
, nas toalhas, roupões e etc,para desestimular este ato por parte de clientes.

O chip è um micro circuito eletrônico,è chamado de tags(etiquetas, em inglês), que armazena informações  e as transmite para o soft através de um coletor de dados receptor,entre outras coisas, armazena informações referentes ao dono de cada peça,data de compra,fabricante e data de ultima lavagem.


      fonte\imagem :ahgora.com.br/blog/post/5197116726/rede-hoteleira-ja-pode-aproveitar-das-solucoes-e

Estas informações são relevantes para o gerenciamento do enxoval.

O código de barras, tem baixo custo de aquisição aplicação e controle, porém restrito ao volume da roupa na hotelaria e ao manuseio da roupa suja na unidade hospitalar.


O chip tem o valor mais elevado, porém tem maior velocidade de leitura, o custo justifica-se pelo resultado do controle da vida útil do enxoval.


O controle permite acompanhar as peças do enxoval em uso,medir e garantir sua utilização plena,porque sistemas que não são medidos, não podem ser controlados.

Obs:A gestão do enxoval hoteleiro não pode ser somente sobre as peças do enxoval retiradas do ciclo operacional,o objetivo esta na vida útil e a meta na rentabilidade do ciclo de vida do enxoval.
Neste ponto o chip torna-se inteligente e excelente na gestão do enxoval.                              

FONTE: revista hotel news Autor. Roberto Maia farias


Veja tambem: /controle-do-enxoval-hoteleiro.html

visitantes

Google+ Followers

Seguidores