expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>>>'>

20.2.13

navio msc fantasia parte II

A temporada do colosso


Luxo e grandeza!

Nesta segunda parte da postagem sobre o MSC Fantasia, dissertarei mais detalhadamente sobre o navio que começa a sua temporada no Brasil,partindo do porto de Santos.


Para quem já acompanhou, a 1ª primeira parte,vai poder se deslumbrar com o tamanho e o que se pode encontrar nesta viagem.

O navio fará dezoito saídas em toda a temporada, com percursos de 3 noites a 8 noites saindo do porto de Santos e passando por Angra dos Reis e Ilhabela. A partir do ano 2000 as grandes companhias do setor, começaram a trazer suas maiores embarcações e neste ano de 2013, o Brasil reflete o bom momento vivido pela industria de Cruzeiros.

O pais vem crescendo a areá e hoje já ocupa a 5ª colocação no ranking mundial dos mercados mais importantes do mundo.

Sozinho o Fantasia sera responsável pelo embarque de quase 78 500. Vejamos: 









.
 Fonte\foto http://www.mauricioprates.com.br/noticias/cruzeiro-de-luxo-tera-viagem-entre-estados-unidos-e-brasil

No átrio principal, um par de escadas adornadas com cristais SWAROVSKI e cada degrau è avaliado em (6500 dólares) e faz jogo com um piano transparentes e peças douradas e reluzentes!

Há quinze tipos de mármores na decoração. As principais  características são a elegância e a sobriedade.

Dentro do YATCH CLUB os banheiros são de mármores azul. Com recorde de cabines com varandas.Se o hospede pagar a mais tem direito a um camarote particular debruçado sobre a imensidão azul do mar.

Porta afora um espaço de 27 000 metros quadrados a ser explorado,incluindo um teatro para 1063 pessoas,cinco restaurantes, replica de uma tradicional piazza italiana com céu estrelado, cassino de 1 000 mil metros quadrados, academia e discoteca além de bares e lojas Duty-free,onde se compra relógios,perfumes,roupas,chocolates e eletrônicos.

A ala infanto-juvenil tem simulador de formula 1,cinema 4D,tobogã,e mini discoteca.

Na areá externa: doze banheiras de Hidro massagem e quatro piscinas que completam o lazer, uma destas vem equipada com de vidro retrátil e è ornamentada com mosaicos feitos por artesãos da Costa de Amalfitana e outras com adereços.

Vejam este quarto decorado pela Sofhia Loren!



              Fonte foto:
http://www.mauricioprates.com.br/noticias/cruzeiro-de-luxo-tera-viagem-entre-estados-unidos-e-brasil

Também com acesso ao SPA de 1615 metros quadrados com produtos da marca japonesa Shu Uemura também soma a ala yatcht club mais uma piscina ao conjunto cercada de espreguiçadeiras.

O local restrito aos hospedes 1ª classe abriga um restaurante que assina o menu nada mais e nada menos o CHEF italiano Mauro Uliassi, este è especialista em cozinha mediterrânea com toques franceses.

Para completar: a frente de 20 mordomos do yatch club esta THIERRY, com origem em madagascar na Africa,formado pela( International Butler Academy escola Holandesa e tem em sua carteira clientes do hotel DUBAI, ele diz que sua função é antecipar os desejos dos passageiros link: 2013\02\concierge-de-luxo.html  caberá a este profissional cuidar dos caprichos dos hospedes 24 horas por dia.

Com capacidade para receber 4363 hospedes o MSC Fantasia serà o maior navio de  passageiros de todos os tempos a circular pelo nosso litoral com temporada completa,com 333,3 metros de comprimentos,66,8  metros de altura e dezoito andares, o barco demorou 3 anos para ficar pronto e inaugurado no ano de 2008,custou ( 648 milhões de dólares) ,duas hélices de propulsão são necessárias para empurrarem suas 138 000 toneladas a uma velocidade máxima de 42 quilômetros por hora, as 2 hélices pesam 17,4 toneladas e medem 6 metros de diâmetro cada uma. 

Bem precisaria da parte III para terminar esta dissertação sobre o navio MSC.
Nossa! è o máximo que podemos alcançar! em breve postarei mais sobre o navio MSC Fantasia no Brasil.

Fonte: revista veja são paulo,ano 2012

rouparia de um empreendimento hoteleiro





Conceito e Organização

Os Hotéis contemporâneos possuem estrutura que privilegia a comodidade do hospede e facilita o trabalho dos funcionários,gerando produtividade.

E neste processo, o setor de rouparia está envolvido,porque olhando parece algo sem importância mas, não se pode deixa-lo fora da boa Governança.

Os hotéis geralmente construídos nas verticais,compostos por vários andares,para facilitar o trabalho das camareiras,o enxoval dos andares,pode ser organizado de acordo com o numero de apartamentos, direcionado à função de cada uma, criando a rouparia do andar,ou rouparia de bloco.contando com as peças necessárias para a arrumação dos apartamentos, sem ter que recorrer à rouparia central, assim perdendo tempo na tarefa.

Estas roupas devem ficar trancadas e as chaves ficarão com o chefe da rouparia, a governanta, e a camareira responsável pelos apartamentos.



    Fonte:http://umbrinco.com/blog/2010/08/15/organizacao-de-rouparia/
      
  O Setor de Rouparia é relativamente Simples



Controlar peças em uso.peças em estoque e estado de conservação,Organizar o trabalho do setor,atentando para a produtividade e cortando processos desnecessários.

Supervisionar o trabalho dos subordinados,e manter a sintonia com a governanta e pessoal da lavanderia,Dar baixa em peças inutilizadas, que servirão para a limpeza,ou doadas aos funcionários.(SILVA,2003,P29).

Neste contexto, a costureira\passadeira faz concertos nas peças dos hotéis ou dos hospedes e pequenos trabalhos,passando estas roupas, o valete recolhe e distribuem as peças para os apartamentos, podendo servir para a lavanderia e rouparia, e o conferente,cuida dos uniformes dos funcionários,distribuindo e controlando a lavagem de cada uma delas.

Todo hotel possui em suas dependências  vários tipos de roupas que deverão ser mantidas sob a  proteção da rouparia em estoque ou em uso até que necessitem serem utilizadas mediante solicitação do  seto especifico,estas que se dividem em uniformes dos funcionários restaurantes com toalhas, cobre mesas, guarnições e guardanapos, bar: com as toalhas e cobre mesas.piscinas,com os lenções,cobre leitos,toalhas e pisos de banho.
Veja também: /controle-do-enxoval-hoteleiro.html 

Leitores do Blog, se puder deixe a sua contribuição, nós agradecemos,

sobre danos causados ao enxoval hoteleiro

Breve resumo 


Ações que causam danos 

Os danos são inúmeros das mais variadas maneiras, citarei bem resumidamente.

Hábitos indevidos no intervalo da arrumação de apartamentos,troca e guarda na rouparia suja e limpa.
 Por Mau uso: limpar, polir sapatos,tinturas e etec...

                               autoria da foto\selmamotta
                               16 lindas camisetas; minhas é claro.;ganhei-as em um evento.



  • dos hospedes
  • da lavanderia 
  • na coleta,
  • transporte,
  • lavagem,
  • acabamento 
  • e entrega do enxoval.

È evidente as ações diferenciadas no resultado entre
  • Hospedes,funcionários,sistema hoteleiro e a lavagem terceirizada,ou seja: 3 visões diferentes para o mesmo objetivo e metas,por caminhos diferentes.
  • Danos causados por hospedes è de difícil prevenção\solução,por tratar-se de comportamento imprevisível, e pode ser cobrada portanto minimizada( dependendo do conceito do hospede do Hotel).
  • Funcionários do Hotel( lavanderia interna a ação  è preventiva e requer disciplina.
  • Lavanderia terceirizada, há 1ª disciplina e a 2ª comunicação para gestores. A comunicação gera o conhecimento dos fatos e o compromisso das partes na verificação das causas.
A evolução das maquinas métodos e produtos.transformaram a lavagem de roupas do convencional  para um processo cientifico, diminuindo assim os "achismos", que era amplamente aplicado.

Essa Evolução permitiu avanços na higiene e limpeza, deixando, o sistema de hospedagens a óbvia relação que existe entre os hóspedes e os enxovais.

Com a modernidade das maquinas industriais, o ciclo da lavagem,foi orientado por especialistas de lavanderias, como um conjunto de 4 fatores denominados:
  • Ação química( produtos na lavagem);
  • Ação mecânica( maquina);
  • Ação temperatura( calor\ água quente);
  • Ação tempo( atuação dos produtos na lavagem.
Esses 4  fatores funcionavam no passado,como referencia e era denominado de ( circulo de sinner). Hoje  no exato ano de 2103, não é valido somente esses 4 quesitos( fatores).

A competitividade e a profissionalização do mercado, inclusão de legislações sanitárias,trabalhistas e ambientais especificas do processo de lavagem favorece a mudança do foco ( sinergético) para o (sistêmico), aliar os 4 fatores aqui citados, como novas necessidades e tecnologias do ambiente, como:
  •  ações  Biológicas(produtos enzimáticos na lavagem), 
  • equipamentos( sistema de informatica\ eletrônica) 
  • fibras têxteis(tipo, composição,cores),
  • sujidades( tipo, origem,composição),
  • água( tipo,qualidade, classificação e custo)
  • ecologia\ meio ambiente( capacitação,uso,tratamento,despejo de resíduos).
  • clientes( velocidade, qualidade e custo).
  • equipes( ( treinamento e segurança),
  •  logística( integração e distribuição do processo determinam nova dimensão no conceito de lavagem.( a visão sistêmica).
A lavagem de roupas, detém métodos para remover as sujidades com baixo ou nenhum risco de danos ao enxoval,exceto por aplicações inadequadas de produtos ou processos.

Os métodos compreendem: por imersão, lavagem manual e mecânica.os processos e produtos utilizados são orientados em função das sujidades encontradas e das características de operação.

Os processos compreendem: a lavagem de roupas com sujidades leves( pó,poeira,suor), pesado( graxas,óleos,pigmentos),e contaminadas( hospitalar).

Peças de roupas com desgastes naturais não são considerados danos.O desgaste è parte do ciclo de vida útil do enxoval. 


Os danos podem ser decorrentes de manchas consideradas de difícil remoção, ou irremediável,ambas por falhas de procedimentos dos gestores\operadores e contribuem para  danos prematuros do tecido pela tentativa de remoção com a adição de produtos e misturas indevidas e esforço mecânico exagerado.

Acesse o link: chip-inibe-extravio-de-enxoval-hoteleiro.html

visitantes

Google+ Followers

Seguidores